Veja 3 pensamentos comuns entre pais que podem tornar-se negativos para o desenvolvimento dos seus filhos.

Você já viu algo parecido?

 

É comum os pais mais bem intensionados levarem crianças e adolescentes ao consultório de psicologia com as mais variadas queixas enquanto a origem da questão a ser trabalhada está nos pais, não nos filhos.

 

Esta situação não representa o total dos casos em que filhos dão início a terapia, mas a ocorrência é um tanto frequente.

 

Assim, os pais são indicados à orientação ou terapia individual e mudando o comportamento dos responsáveis, os filhos seguem o fluxo natural dos acontecimentos respondendo adequadamente à solução de problemas encontrados.

 

Quando os comportamentos dos pais que levam a respostas inadequadas dos filhos se enquadram crenças, que representam nível mais profundo da cognição, é recomendado terapia tendo como meta a mudança do padrão de pensamento e comportamento.

 

Curioso, não? O que fazer?!

 

Segue três crenças que podem ser apresentadas por pais e que influenciam no desenvolvimento dos filhos:

 

1 - Devo dar a meus filhos tudo que um dia não tive:

 

É frequente pais darem graças e afirmarem com orgulho que podem dar aos filhos tudo que não tiveram em uma infância ou adolescência passadas em condições financeiras mais difíceis.

 

Este progresso material que leva a maior conforto e qualidade de vida para a família com certeza representam um ponto positivo, mas...

 

Esta crença passa a ser prejudicial quando pais acreditam que não serão bons em sua função se os filhos não receberem o que um dia lhes fez falta ainda que por motivos diferentes.

 

Por exemplo, ainda que os pais tenham condições financeiras filhos devem respeitar os pais, estudar, esforçar-se para tirar boas notas para por merecimento ganhar brinquedos, praticar diversas atividades e ir a passeios.

 

Outro exemplo, os gostos dos filhos são diferentes dos gostos dos pais levando a recusas não bem aceitas por estes, assim pais e filhos dicutem porque o filho não quer aprender a tocar piano ou a filha odeia provar roupas e fazer penteados e maquiagens na escolinha de modelo.

 

 

2 - Se eu negar certas coisas a meus filhos nossa relação e nosso amor serão afetados:

 

Em consultório, pais muitas vezes afirmam desistir de aplicar alguma regra por medo de desgastar o relacionamento com seus filhos ou, ao contrário, negam carinho e afeto aos filhos ao ser quebrada uma regra ou combinado.

 

Além disso, podem ocrorrer situações em que pais repreendem um comportamento dos filhos e em seguida sentem-se culpados permitindo a quebra de outras regras como uma compensação para a frustração da criança.

 

Mais um mito!

 

É totalmente possível desenvolver uma relação amigável entre pais e filhos sem que seja negligenciada a função de educador.

 

Por isso não se deve nunca dar como consequência a um comportamento inadequado a privação de afeto ou de necessidades básicas (comer, dormir, tomar banho...), o que deve ser dado como consequência é geralmente um lazer, um privilégio dado por merecimento como jogar videogame, ver televisão ou sair para andar de bicicleta. 

 

Quando regras são permitidas e repreendidas hora sim, hora não, não se sabe o que a criança irá entender a respeito do que é permitido, dando margem para que faça a opção que mais lhe agrade sem a reflexão sobre os possíveis resultados disso para seu futuro, saúde e outras áreas importantes da vida.

 

Algumas regras podem ser conversadas afim de que a rotina da criança possa ser organizada de forma mais agradável, mas outras são de responsabilidade dos pais como educadores e isto em nada deverá atrapalhar no relacionamento entre as duas partes...

 

Para isso pais devem sempre deixar claro para os filhos o amor que sentem por estes mesmo nos momentos mais tensos não significando a negligenciação de consequências. 

 

 

 

3 - Quero que meus filhos sejam completamente felizes e que eles não se frustrem jamais:

 

Resumindo em uma pergunta: Uma criança que nunca se frustrou tem parâmetro do que é o oposto, aprende a buscar soluções ou sente-se segura fora da presença dos pais heróis?

 

Felicidade independe de momentos de frustração.

 

Dificilmente pais estarão presentes para evitar todas as frustrações que um filho passará na vida, isto quer dizer que há uma necessidade real de que as crianças aprendam a lidar com desconfortos na medida em que sua idade permite, pois com o avanço da idade avançam também as exigências externas feitas às crianças nos ambientes que frequentam.

 

Assim, a melhor forma é deixá-las sentir a frustração que as colocará em movimento para solucionar problemas sozinhas e sentir orgulho de si mesmas ao resolvê-los.

 

Além disso, sentir-se seguras para enfrentar futuros obstáculos, em contraste com o medo, a ansiedade, a baixa auto-estima e a tristeza que virá em consequência da falta de contato com estes problemas até que se torne inevitável a ausência dos "heróis" que possam resolvê-los.

 

Você já havia pensado nisso tudo?

 

Será que ainda é lógico o pensamento de que a privação de frustrações torna a vida de seu filho mais feliz?

 

 

 

Vamos dar às crianças as oportunidades de escolha que forem possíveis, guiando a formação de cidadãos conscientes e responsáveis pelas suas próprias vidas com muito amor, carinho e respeito.

 

Assim até mesmo momentos de tensão ou frustração serão fonte de lembranças agradáveis quando ressignificadas pelo aprendizado do crescimento e contribuirão para um relacionamento saudável entre pais e filhos.

 

 

 

Se você gostou deste artigo e deseja ajudar mais pessoas a desenvolver um bom relacionamento com seus filhos clique em compartilhar abaixo!

 

Please reload

psicologa em santos, consultorio de psicologia

Amábile Rodrigues Siqueira é psicóloga pela Universidade Federal de São Paulo atuando na cidade de Santos.

Posts Destacados

3 pensamentos para questionar se você quer ter uma vida amorosa tranquila e feliz.

14/02/2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Amábile Rodrigues Siqueira - Psicóloga em Santos - CRP 06/118851 - Consultório de Psicologia em Santos-SP - Atendimentos de Segunda a Sábado

  • Wix Facebook page
  • Instagram ícone social

amabile.rodsiq@gmail.com

(13) 98153-9029

por Amábile Rodrigues Siqueira